Vale comprar o Roma Pass?

Eu sempre me questionei a respeito de comprar esses passes turísticos quando faço uma viagem para outro país, e não foi diferente dessa viagem para Itália. Existem vários tipos de passes que podemos adquirir em várias cidade italianas. Hoje vou falar do RomaPass.

Vale muito à pena comprar o RomaPass, com certeza indico. Você pode comprar em qualquer loja que venda cigarros, em bancas de jornais e também nas estações de trem.

Eu comprei o meu em uma banca em frente ao Coliseu.

O RomaPass vem em duas versões, de 48 horas ou 72 horas, mesmo mais caro, vale comprar o de 72 horas, as vantagens são inúmeras.

card_fronte1

O passe proporciona a entrada em duas atrações já inclusas no preço que você pagou, além de permitir que você não pegue em nenhuma fila, pelo menos as filas são menores. E também dá desconto em diversas outras atrações. Eu optei em usar no Coliseu, no monte Palatino e no Forum Romano.

Outra vantagem é que vem com um mapa da cidade com os pontos turísticos,o que é muito importante, pois Roma é um museu a céu aberto.

roma_pass_opened

E a principal vantagem, na minha opinião é que o cartão também serve como bilhete de metrô e de ônibus, você pode andar em todos os meios de transportes de Roma sem ter que pagar nenhum centavo à mais.

Leia sobre outras cidades da Itália aqui blog:

ArezzoMilãoVeronaVenezaVicenza, Roma, Tivoli, Florença, PisaPompéiaLuccaSan Geminiano, Siena, Pistoia, Arezzo, Cinque Terre.

Pompéia, bate-volta de Roma.

Sim, é possível fazer um bate e volta de Roma para Pompéia, só precisa de planejamento. Eu comprei a passagem de trem de Roma até Nápolis com antecedência no site do Trenitalia. Decidi fazer isso pois o preço de passagens compradas na hora é mais caro do que compradas com antecedência. Comprei por 27 euros, duas pessoas no trem rápido que chegaria em 2 horas até Nápolis, como não comprei a volta por não querer limitar meu tempo de visita e eu também tinha a esperança de conhecer um pouco de Nápolis nesse dia, acabei pagando mais caro comprando na hora, custou 54 euros 2 pessoas (preços de 2017 no verão). Infelizmente não consegui conhecer Nápolis, fiquei muito tempo em Pompéia, a cidade é muito grande e tem muitas coisas para conhecer, acho que vou ter que voltar para conhecer Nápolis, que chato, rs.

Quando chegar em Nápolis Centrale, saia em direção de Nápolis Garibaldi, fica bem em frente, alguns metros, é uma estação anexa, desça as escadas e siga as indicações da linha Circumvesuviana, essa linha te leva até HerculanoPompéia. A dica é seguir até chegar as roletas de entrada para os trens, alí você compra os bilhetes, não compre em outra máquina ou guiché.

Com os bilhetes comprados, se prepare para o choque, esses trens são trens comuns, e não trens de viagem, são totalmente pichados e não tem ar-condicionado, assim que o trem chega é uma correria e um empurra-empurra para sentar, a maioria vai em pé no calor.

A vantagem é que os preços são bem batatinhos, custa menos de 10 euros duas pessoas.

A viagem dura 40 minutos, chegando em Pompéia, aproveite bastante essa cidade maravilhosa.

Leia sobre outras cidades da Itália aqui blog:

MilãoVeronaVenezaVicenza, Roma, Tivoli, Florença, PisaPompéiaLuccaSan Geminiano, Siena, Pistoia, Arezzo, Cinque Terre.

 

Xales para cobrir

Todos sabemos que a Itália é um país extremamente católico, quem já teve a oportunidade de visitar, sabe que é bem comum ver padres de batina andando nas ruas de Roma por exemplo, fatos só vistos nas cidades do interior do Brasil, não é muito comum  ver padres vestidos à caráter no Rio de Janeiro ou em São Paulo, eu pelo menos não vejo.

E por abrigar a sede da Igreja católica no meio da cidade de Roma, o Vaticano que é um país independente, claro que essa incidência se multiplica, principalmente a quantidade de igrejas espalhadas pela cidade, são mais de 100. Todas (em sua maioria) maravilhosas. Você não precisa ser católico para apreciar uma igreja, o olhar deve ser também histórico, arquitetônico e artístico, muitas datam do século IV e outras possuem obras de arte de importantes artistas como Michelângelo e Bernini, isso falando somente de Roma. Como a religião é levada bem a sério, os trajes para entrar são fiscalizados na porta das igrejas. Por isso recomendo que se você for no verão Italiano, onde as temperaturas são altas e o tempo bem seco, levar um xale para cobrir seus ombros, ou mesmo dois xales para os ombros e para as pernas, claro que nas estações mais frias, esse problema não aconteceria.

Basílica de San Giovanni in Laterano

Minha esposa foi barrada na porta da Basílica de San Giovani in Laterano, por estar com os ombros de fora, o que foi uma lástima, pois a Basílica é maravilhosa. Por isso que existem muitos vendedores ambulantes nas portas de todas as igrejas vendendo panos para cobrir o corpo e, claro que no local é bem mais caro que levar um casquinho na bolsa ou comprar em alguma loja de souvenir. Ela pagou $15,00 euros por uma pashmina que, depois desse dia, virou amiga inseparável dela e que quando as temperaturas baixavam, lá estava ela com a pashmina para se esquentar.

Leia sobre outras cidades da Itália aqui blog:

MilãoVeronaVenezaVicenza, Roma, Tivoli, Florença, Pisa, Pompéia, Lucca, San Geminiano, Siena, Pistoia, Arezzo, Cinque Terre.

Do aeroporto para Roma

Sempre que chegamos em uma cidade nova de um país novo, existe uma certa insegurança. Será que o aeroporto é longe? Quais são os meios de transporte disponíveis para chegar no meu hotel? Será que taxi é muito caro? Essas perguntas são super normais. Eu sempre tenho essas dúvidas. Recentemente fiz uma viagem para Itália, não era minha primeira vez que visitava o país, mas era a minha primeira vez em Roma.

Muita gente não sabe, mas o aeroporto de Roma não fica em Roma e sim em Fiumicino, um município costeiro de Roma banhado pelo mar Tirreno, aproximadamente 50 quilômetros do centro da cidade.

Os hotéis de Roma fazem um trabalho bem interessante oferecendo translado do aeroporto até o seu destino. Eu fiquei em dois hotéis diferentes na cidade e os dois me ofereceram translado. Para contratar um transfer custa em média  55,00 euros (em 2017). Mas existem outras formas de chegar no centro da cidade partindo do aeroporto. Você pode optar ir no trem parador (com necessidade de mudar de trem nas estações Trastevere ou Ostiense) que leva 45-50 minutos para chegar até o destino final (se não houver atrasos e greves). Outros riscos são os horários, dependendo da hora que você chegar, o trem pode estar lotado e os furtos podem acontecer. Custa 8,00 euros.

Você pode tentar o ônibus, existem várias companhias que oferecem traslado. A mais famosa é a Terravision, que também opera muito nos traslados de/para o aeroporto de Ciampino. A Terravision é uma das pioneiras em traslados de aeroportos para os centros das cidades.  A passagem pode ser comprada on-line ou na hora do embarque. Custa 4 euros por trecho ao comprar ida e volta e o ônibus vai até a estação Roma Termini.

Uma outra opção são os taxis, custa um pouco menos que o tranfer de 55,00 euros, mas o risco são os taxis piratas onde os preços podem variar muito.

A melhor opção na minha opinião é pegar o trem LEONARDO EXPRESS, como o nome já diz é um trem expresso que leva 30 minutos (e é pontual) do aeroporto até a Estação Central Roma Termini.

IMG_3646

O trem expresso funciona das 6h30 às 23h30 e custa 14 euros. O bilhete é vendido em um quiosque em frente à parada do trem. Também pode ser comprado pela internet visitando o site www.trenitalia.it. A saída é no Terminal 3 do aeroporto.

Para voltar para o aeroporto também pode fazer a mesma coisa, só que sairia da estação Roma Termini em direção ao aeroporto.

Boa Viagem!

Leia sobre as cidades da Itália aqui blog:

MilãoVeronaVenezaVicenza, Roma, Florença, Pisa, Pompéia, Lucca, San Geminiano, Siena, Pistoia, Arezzo, Cinque Terre.