Igreja Nossa Senhora das Neves (Bogotá – Colômbia)

Quando viajamos sempre aparece algumas pérolas que nos surpreendem, coisas que não aparecem em nenhum guia da cidade e nem em nenhum blog, foi o caso desse templo religioso de culto católico sob a invocação da Virgem de Nossa Senhora das Neves. Ele está localizado na Carrera Sétima com a Calle Vinte, no bairro Las Nieves de Santa Fé , no centro da cidade de Bogotá.

Fundada em 23 de Março de 1585, sendo que em 22 de dezembro de 1594 um incêndio a destruiu, mas foi reconstruída graças à esmola dos fiéis.

Sua fachada apresenta uma influência bizantina em suas torres, seus motivos geométricos e as alternadas listras amarelas e vermelhas que adornam seu frontispícioA igreja mede 64 metros de comprimento por 27,50 de largura. A altura do navio principal é de 15 metros.

Embutidos nos corredores laterais há vitrais . A torre norte é mais alta (32 m) e abriga uma grande janela retangular na forma de uma cruz latina, em cujo centro foi instalado um relógio. A torre sul (23 m), por outro lado, possui três janelas retangulares verticais. Ambas as estruturas são cobertas por telhados quadrados com telhados inclinados.

Confira também aqui no blog o post completo de 4 dias em Bogotá e viaje com Leandro.

Igreja Matriz de Santo Antônio em Tiradentes – MG

Igreja Matriz de Santo Antônio é o mais antigo e principal templo católico de Tiradentes, e um grande exemplo de arquitetura e arte barroca, com detalhes nos estilos barroco Joanino e Rococó.

A larga fachada tem uma porta central com uma moldura em pedra entalhada realizada pelo Aleijadinho. Nas laterais se abrem dois janelões com balaustradas. O frontão é simples. Como toda igreja de qualquer parte do mundo, a entrada para visita se dá pelas portas laterais.

IMG_5806

Já estive algumas vezes em Tiradentes e sempre visito a Igreja Matriz, seu interior é deslumbrante, apesar de ter a entrada paga, vale muito a visita. O interior foi decorado em várias etapas e mostra diversas abordagens do estilo Barroco. Os altares de Nossa Senhora da Conceição e São Miguel e Almas são os mais antigos. O primeiro foi erguido antes de 1727 e o segundo foi dourado em 1732.

O coro foi construído em torno de 1740, com rica decoração de guirlandas. A pintura dos forros da capela-mor e da nave foram feitas por Antônio Caldas, que contratou a pintura e douramento da igreja em 1750. Na capela a pintura traz motivos no estilo grottesco, e na nave remete a padrões do Estilo Nacional, dividindo o espaço em caixotões preenchidos com motivos da Eucaristia e cenas do Antigo Testamento.

O órgão de tubo também tem uma construção típica do Barroco, muito comum ver o mesmo estilo nas igrejas em Portugal.

Depois dê uma volta pelas ruas de pedra para conhecer as outras atrações dessa linda cidade que parece que parou no tempo.

Veja também o post sobre São João del Rei. Aproveite e Viaje com Leandro.

 

Academia Brasileira de Letras

Tive a oportunidade de participar de um evento na ABL (Academia Brasileira de Letras), fiquei surpreso com a beleza e a história do edifício.

A Academia Brasileira de Letras é uma instituição cultural inaugurada em 20 de julho de 1897 com sede no Rio de Janeiro, com o objetivo do cultivo da língua e da literatura nacionais.

O edifício é uma réplica do Petit Trianon de Maria Antonieta, que se encontra no Palácio de Versalhes, em Versalhes na França. Foi doado em 1923 pelo governo francês e se tornou a Academia Brasileira de Letras.

Por dentro também é impressionante, o que mais me chamou a atenção foi a sala Machado de Assis (que foi o primeiro presidente), com seus pertences pessoais como óculos, sua escrivaninha e parte de sua biblioteca.

Do lado de fora da edifício tem uma estátua em homenagem ao Machado de Assis.

IMG_6049

As outras salas, as quais tive acesso também são impressionantes. Lustres feitos em Veneza e vasos vindo da China.

É possível fazer uma visita guiada para conhecer o interior da Academia. Visite o site oficial através desse link. Recomendo muito a visita.

 

Cachoeira da Macumba

Cachoeira dos Treze, também conhecida como Cachoeira da Macumba localiza-se no km 13 da estrada que liga Petrópolis à Teresópolis, bem próximo ao centro de Itaipava, na Região Serrana do Rio de Janeiro.  Foi uma grata surpresa, uma cachoeira super bonita e estava vazia quando chegamos. Se você sair de Petrópolis, siga pela BR-40 em direção à Itaipava. Ao passar pelo trevo de Itaipava pegar a estrada que leva à Teresópolis. Passando da rodoviária seguir por mais  13 km aproximadamente. Eu estava em Petrópolis. Mas se você vier de Teresópolis, siga pela avenida principal de Teresópolis até o final onde e virar à esquerda sentido Cascata do Imbuí. Essa estrada é a Petrópolis – Teresópolis, siga até passar em frente ao Hotel Alpina e a partir por mais por 18 km aproximadamente até avistar a placa escrito Córrego Açuzinho onde tem uma entrada levando até um estacionamento de terra de onde parte a trilha.

IMG_5362

A cachoeira tem duas quedas bem bonitas, uma dá até para fazer rapel.

Infelizmente o lugar não está muito bem cuidado, existe bastante lixo espalhado.

IMG_5378

Mas no geral é um lugar bem bonito e agradável, recomendo dar uma chegada lá para aproveitar a natureza e o som da água caindo.

RECOMENDO!

Leia também o post relacionado:

Pedra do Quitandinha (trilha)

Reserve aqui seu Hotel:



Booking.com

 

Xales para cobrir

Todos sabemos que a Itália é um país extremamente católico, quem já teve a oportunidade de visitar, sabe que é bem comum ver padres de batina andando nas ruas de Roma por exemplo, fatos só vistos nas cidades do interior do Brasil, não é muito comum  ver padres vestidos à caráter no Rio de Janeiro ou em São Paulo, eu pelo menos não vejo.

E por abrigar a sede da Igreja católica no meio da cidade de Roma, o Vaticano que é um país independente, claro que essa incidência se multiplica, principalmente a quantidade de igrejas espalhadas pela cidade, são mais de 100. Todas (em sua maioria) maravilhosas. Você não precisa ser católico para apreciar uma igreja, o olhar deve ser também histórico, arquitetônico e artístico, muitas datam do século IV e outras possuem obras de arte de importantes artistas como Michelângelo e Bernini, isso falando somente de Roma. Como a religião é levada bem a sério, os trajes para entrar são fiscalizados na porta das igrejas. Por isso recomendo que se você for no verão Italiano, onde as temperaturas são altas e o tempo bem seco, levar um xale para cobrir seus ombros, ou mesmo dois xales para os ombros e para as pernas, claro que nas estações mais frias, esse problema não aconteceria.

Basílica de San Giovanni in Laterano

Minha esposa foi barrada na porta da Basílica de San Giovani in Laterano, por estar com os ombros de fora, o que foi uma lástima, pois a Basílica é maravilhosa. Por isso que existem muitos vendedores ambulantes nas portas de todas as igrejas vendendo panos para cobrir o corpo e, claro que no local é bem mais caro que levar um casquinho na bolsa ou comprar em alguma loja de souvenir. Ela pagou $15,00 euros por uma pashmina que, depois desse dia, virou amiga inseparável dela e que quando as temperaturas baixavam, lá estava ela com a pashmina para se esquentar.

Leia sobre outras cidades da Itália aqui blog:

MilãoVeronaVenezaVicenza, Roma, Tivoli, Florença, Pisa, Pompéia, Lucca, San Geminiano, Siena, Pistoia, Arezzo, Cinque Terre.

Do aeroporto para Roma

Sempre que chegamos em uma cidade nova de um país novo, existe uma certa insegurança. Será que o aeroporto é longe? Quais são os meios de transporte disponíveis para chegar no meu hotel? Será que taxi é muito caro? Essas perguntas são super normais. Eu sempre tenho essas dúvidas. Recentemente fiz uma viagem para Itália, não era minha primeira vez que visitava o país, mas era a minha primeira vez em Roma.

Muita gente não sabe, mas o aeroporto de Roma não fica em Roma e sim em Fiumicino, um município costeiro de Roma banhado pelo mar Tirreno, aproximadamente 50 quilômetros do centro da cidade.

Os hotéis de Roma fazem um trabalho bem interessante oferecendo translado do aeroporto até o seu destino. Eu fiquei em dois hotéis diferentes na cidade e os dois me ofereceram translado. Para contratar um transfer custa em média  55,00 euros (em 2017). Mas existem outras formas de chegar no centro da cidade partindo do aeroporto. Você pode optar ir no trem parador (com necessidade de mudar de trem nas estações Trastevere ou Ostiense) que leva 45-50 minutos para chegar até o destino final (se não houver atrasos e greves). Outros riscos são os horários, dependendo da hora que você chegar, o trem pode estar lotado e os furtos podem acontecer. Custa 8,00 euros.

Você pode tentar o ônibus, existem várias companhias que oferecem traslado. A mais famosa é a Terravision, que também opera muito nos traslados de/para o aeroporto de Ciampino. A Terravision é uma das pioneiras em traslados de aeroportos para os centros das cidades.  A passagem pode ser comprada on-line ou na hora do embarque. Custa 4 euros por trecho ao comprar ida e volta e o ônibus vai até a estação Roma Termini.

Uma outra opção são os taxis, custa um pouco menos que o tranfer de 55,00 euros, mas o risco são os taxis piratas onde os preços podem variar muito.

A melhor opção na minha opinião é pegar o trem LEONARDO EXPRESS, como o nome já diz é um trem expresso que leva 30 minutos (e é pontual) do aeroporto até a Estação Central Roma Termini.

IMG_3646

O trem expresso funciona das 6h30 às 23h30 e custa 14 euros. O bilhete é vendido em um quiosque em frente à parada do trem. Também pode ser comprado pela internet visitando o site www.trenitalia.it. A saída é no Terminal 3 do aeroporto.

Para voltar para o aeroporto também pode fazer a mesma coisa, só que sairia da estação Roma Termini em direção ao aeroporto.

Boa Viagem!

Leia sobre as cidades da Itália aqui blog:

MilãoVeronaVenezaVicenza, Roma, Florença, Pisa, Pompéia, Lucca, San Geminiano, Siena, Pistoia, Arezzo, Cinque Terre.

As 6 Catedrais Góticas mais lindas da Europa

A Europa é repleta de Catedrais Góticas, conhecer todas demanda muito tempo e é o sonho de todo o amante de história.

  1. Catedral de São Vito em Praga

Catedral de Praga

A Catedral de São Vito em Praga é o símbolo da cidade e da República Checa, tanto pela sua história tempestuosa e seu valor artístico. É um templo dedicado ao culto católico. É parte do conjunto artístico monumental do Castelo de Praga e é a maior exposição de arte gótica na cidade. Foi palco da coroação de todos os reis da Bohemia e nela também estão enterrados todos os bispos e arcebispos sagrados e um bom número de reis.

2. A Catedral de Strasbourg na França

DSC01971

Uma das mais belas igrejas góticas da Europa, sua construção foi terminada em 1439, tornando-se o mais alto edifício do mundo entre 1625 a 1874, e permaneceu como a maior igreja do mundo até 1880, quando foi ultrapassada pela Catedral de Colônia, na Alemanha. Hoje é a quarta maior igreja do mundo. Dentro dela podemos ver o Relógio Astronômico de Tobias Stimmer (1539-1584). O mecanismo do relógio data de 1842. Os carrilhões são esculturas móveis que a cada cinco minutos aparecem como se fossem “dar um passeio”.

3. A Catedral de Rouen na França

Pintada diversas vezes por Claude Monet em seus experimentos com a luz solar em 1890. As trinta e uma pinturas da série pretendiam capturar a fachada da catedral em horas diferentes do dia e do ano, e refletir sobre os resultados obtidos sob diferentes condições de iluminação. Ela reina há 5 séculos no departamento da Seine-Maritim é um monumento religioso, que teve sua parte românica construída em 1030, e sua parte gótica em 1145. Foi terminada em 1506. A construção tem a classificação de monumento histórico desde o ano de 1862. Lá estão os restos de Ricardo Coração de Leão. Com suas torres assimétricas, esta catedral é a mais alta da França desde a reconstrução de seu pináculo de ferro fundido.

4. A Catedral (Abadia) de Westminster na Inglaterra

É uma grande igreja em estilo gótico na Cidade de Westminster, sendo considerada a igreja mais importante de Londres e, algumas vezes, de toda a Inglaterra. É famosa mundialmente por ser o local de coroação do Monarca do Reino Unido e também foi palco do casamento da Princesa Diana e do Príncipe Charles e alguns anos mais tarde o mundo presenciou o casamento do Príncipe Willian. Foi construída no século XI e reformada e concluída entre os séculos XIII e XIV, sendo desde sua fundação até o século XVI uma igreja católica quando foi convertida em igreja anglicana. Entre 1546 e 1556 obteve estatuto de Catedral e atualmente é uma Royal Peculiar.

5. A Catedral de Canterbury na Inglaterra

É um dos mais antigos e mais conhecidos templos do cristianismo da Inglaterra. A história da catedral remonta à Agostinho de Canterbury, um missionário enviado pelo papa Gregório I para converter os anglo-saxões ao cristianismo. Foi ele quem fundou a Catedral de Canterbury em 597 D.C. A igreja atual em estilo gótico, sofreu várias intervenções arquitetônicas ao longo do tempo e é tida como um dos maiores e mais bonitos templos cristãos do mundo.

6. A Catedral de Notre Dame de Paris na França

É uma das mais antigas catedrais francesas em estilo gótico. Iniciada sua construção no ano de 1163, é dedicada a Maria, Mãe de Jesus Cristo, situa-se na pequena ilha Île de la Cité, rodeada pelas águas do Rio Sena. A catedral surge intimamente ligada à ideia de gótico no seu esplendor, ao efeito claro das necessidades e aspirações da alta sociedade, a uma nova abordagem da catedral como edifício de contato e ascensão espiritual. A Catedral serviu de inspiração para Victor Hugo, famoso dramaturgo francês, escrever o romance “O Corcunda de Notre Dame”.

Dona dos famosos “Arcos Botantes” que deram sustentação as paredes da catedral, se tornou ponto obrigatório de visita da cidade de Paris.

Portugal: 5 cidades para conhecer entre Lisboa e Porto.

Os acessos internacionais para Portugal são Lisboa e Porto, onde encontramos os dois principais aeroportos do país. Lisboa é uma cidade muito “brasileira” se assim podemos dizer, como fomos colonizados pelos portugueses, encontramos em Lisboa muitos lugares parecidos com o Rio de Janeiro, por exemplo, o que torna a estadia na cidade bem agradável.

Lisboa é a capital de Portugal e a cidade mais populosa do país. Apesar dos lisboetas serem bastante mal-humorados, como dizem seus próprios compatriotas, a cidade é muito bonita e tem muitos pontos para serem explorados. A foto abaixo é do arco da praça do comércio.

20140712_133903

O primeiro destino saindo de Lisboa é Óbidos, uma deslumbrante cidadezinha cercada por muralhas medievais que é impossível não perceber pela estrada, a parada fica quase que obrigatória. A distância entre as duas cidade é de 85 km e a viagem de carro dura mais ou menos 1h. Óbidos é uma vila portuguesa do distrito de Leiria, com cerca de 2 200 habitantes. Vale se perder dentro das muralhas e das paisagens medievais que Óbidos guarda até os dias de hoje.

IMG_1647

Saindo de Óbidos e dirigindo por mais 42 km direção norte, fica Alcobaça. A cidade está localizada a 92 km a norte de Lisboa e 88 km a sudoeste de Coimbra. Alcobaça é banhada pelos rios Alcoa e Baça, nomes de cuja aglutinação faz derivar o seu nome. A cidade em si não tem muita coisa para ver, a não ser o Mosteiro e os túmulos de Inês de Castro e Dom Pedro I de Portugal. Todos já ouviram a expressão, “agora Inês é morta”, que vem da trágica morte de Inês de Castro que está enterrada no Mosteiro junto com seu amor.

IMG_1617

De Alcobaça até Coimbra são 110 km e mais 1h30 de estrada também na direção norte. Coimbra é uma cidade grande com a famosa Universidade, destino de vários brasileiros. Coimbra fica hoje sobre o rio Mondego. Grande parte de suas atrações são perto uma das outras o que torna possível fazer tudo a pé, apesar de ficar em uma colina íngreme.  A foto abaixo é da Faculdade de Direito.

20150723_124002

De Coimbra até Viseu são 92 km e mais 1h10 de viagem. Viseu é uma cidade portuguesa pertencente à região Centro com cerca de 69 713 habitantes, sendo a segunda maior cidade do centro de Portugal, depois de Coimbra. Com muito sobe e desce, a cidade tem bons restaurantes e belas igrejas.

IMG_1861

Tirando uma reta para a esquerda e menos de 1h de carro de Viseu fica Aveiro, considerada a Veneza de Portugal. Ria de Aveiro é onde ficam os típicos barcos moliceiros decorados com pinturas de tradição popular, o que se torna uma das maiores atrações turísticas e uma das melhores formas de conhecer a cidade. Vale uma volta de barco e provar ovos moles, uma especialidade da cidade.

IMG_1902

E mais 50 minutos e 76 km chegamos a Porto. Uma deslumbrante cidade, rica em monumentos, com igrejas barrocas e muralhas medievais. Literalmente uma das cidades mais lindas do mundo.

IMG_2028

 

França: 5 lindas cidades que você nunca ouviu falar e que vale a pena a visita.

Quem não sonha em conhecer Paris ou a França? Muitas vezes os turistas se limitam a conhecer somente a famosa capital francesa e no máximo chegar até o Palácio de Versailles. Isso acontece por diversos motivos: a falta do domínio do idioma; medo de se arriscar e também porque os pacotes das agências de turismo só oferecem esse circuito. Mas a França é muito mais que Paris. Apesar de ser uma cidade maravilhosa e que vale muito ser visitada inúmeras vezes, devo dizer que existem outras cidades que também são maravilhosas e que você nunca ouviu falar.

1 – Aix-Les-Bains

É a segunda cidade balneária da França, situando-se nas margens do lago do Bourget. A maior marina de água doce do país está localizada nesta cidade. Está a uma hora e meia de trem de Lyon na região de Rhône-Alpes. Apesar de ter uma arquitetura moderna, Aix-Les-Bains tem muitos vestígios romanos: o Arc de Campanus, construído pelos Romanos no século I da era cristã e as Thermes Nationaux, que no seu subsolo ainda se podem ver restos das termas romanas originais de mais de 2000 anos. Além do lago Bourget.

dsc03067

2 – Bourg-en-Bresse

Também se localiza na região de Rhône-Alpes a uma hora e meia de trem de Lyon. Bourg-en-Bresse é uma cidade conhecida: pelas edificações com madeirames à vista; pela Abadia de Brou que guarda o túmulo de Margarida da Áustria; pela porta dos Jacobinos, entrada do convento dos Jacobinos de Bourg fundado em 1414 pelo Duque de Savoia e por sua Catedral de Notre Dame.

3 – Chambéry

Antiga capital da Savóia, essa cidade tem um jeito italiano. Seu monumento mais badalado é a extravagante Fontaine des Eléphantes, na Rue de Boigne. Outro ponto imperdível é o Castelo dos Duques de Savoia, construído no século XIV, sendo hoje a sede da prefeitura. E não percam as ruas medievais da cidade!

dsc03026

4 – Obernai

Cidade pequena da região da Alsácia, a meia hora de trem de sua capital, Strasbourg. Obernai parece um cenário de filme, de tão perfeita. Seus principais pontos são a Èglise de St-Pierre-et-Paul, que é um monumento histórico construído entre 1865 e 1870 em estilo neo-gótico e as casas com madeirames expostos, mostrando uma forte influência germânica em sua arquitetura.

5 – Saverne

A pequena cidade fica a meia hora de Strasbourg na Alsácia em direção a Nancy que é uma cidade situada na região da Lorena. Saverne tem os seus pontos altos no Château de Rohan, residência de verão dos príncipes, que hoje é a sede do Musée du Château des Rohan. Suas coleções relembram o passado da cidade. Outra atração imperdível é a igreja dedicada à Natividade de Nossa Senhora, principal igreja de Saverne. Este edifício combina o estilo majestoso românico, caracterizado em particular por uma torre-pórtico que data do século XII, e do estilo gótico, com uma nave do século XV.

dsc02254