Milão

Centro da moda, dos negócios e das finanças, Milão é uma cidade intensa. Tive um pouco de receio de me decepcionar, todas as pessoas que eu conheço que já tinham ido à Milão diziam que era uma cidade feia e sem graça. Muito pelo contrário, adorei Milão. Devo dizer que não é uma cidade tipicamente italiana, mas é sensacional.

Usei Milão como ponto de partida para conhecer outras cidades como Verona, Vicenza, Padova e Veneza, essa última não fiz bate e volta como as outras.

Com uma boa malha de metrô, fica bem fácil se locomover pela cidade. Comecei pela deslumbrante praça do Duomo que me tirou o fôlego quando saí da estação de metrô (Duomo).

DSC04958

O Duomo de Milão é uma catedral gigantesca, uma das maiores igrejas góticas do mundo e a maior de Europa. Sua construção se iniciou no séc. XIV e só foi concluída 500 anos mais tarde. Com 5 naves, 135 agulhas no telhado e numerosas estátuas e gárgulas, sua fachada tem vários estilos, do gótico ao renascimento.

DSC04961

Por dentro, com seus 52 pilares e diversos vitrais, o interior da catedral é uma visão única.

Hoje em dia é possível, graças a um elevador instalado, subir até o telhado da catedral para admirar suas agulhas, os arcobotantes e os pequenos detalhes dessa incrível construção.

Essa é vista da praça do Duomo do alto da catedral.

DSC05164

Ainda na praça do Duomo fica a Galleria Vittorio Emanuele II. Uma bela galeria comercial com formato de cruz, repleta de mosaicos representando os 4 continentes. A praça do Duomo é repleta de lojas para todos os gostos.

Logo ao lado da praça, na verdade saindo em direção ao Teatro alla Scala, exite uma pequena praça com uma estátua de Leonardo da Vinci, que viveu na cidade durante alguns anos e fez todo o planejamento urbanístico quando a cidade vivia inundando em razão de chuvas e enchentes.

DSC05184

O Teatro com estilo Neoclássico de 1778. O Teatro alla Scala, é uma das mais prestigiadas casa de ópera do mundo. Eu comprei ingressos para ver uma ópera e também para ver como ele é por dentro.

O Castello Sforzesco, que hoje se encontra onde originalmente o primeiro castelo que foi encomendado pela família Visconti foi demolido no séc. XV, possui vários pátios belíssimos. Hoje o castelo é um museu de artes, de móveis e de antiguidades. Existem três estações de metrô que te deixam no castelo, Cadorna, Lanza e Cairoli. Eu cheguei andando vindo da praça do Duomo.

O seu acervo inclui uma escultura inacabada de Michelangelo, a Pietá Rondanini.

Dentro do Castelo ainda existe uma ala com uma exposição maravilhosa de instrumentos antigos.

Saindo do castelo por trás, fui em direção do Parco Sempione, parque comprado pelos Sforza no séc. XV para sua reserva de caça. Hoje ele possui além de muitas árvores, uma fonte de água sulfúrica e uma torre branca, além de esconder bem ao fundo o Arco della Pace.

Milão é uma cidade muito grande com muitas coisas para se fazer, um dia não é suficiente para ver tudo, mas não deixe de ver a Última Ceia que é um afresco de Leonardo da Vinci feito para a igreja de seu protetor, o Duque Lodovico Sforza. É um dos maiores bens conhecidos e estimados do mundo.

O trabalho se encontra no convento de Santa Maria Delle Grazie. O tema era uma tradição para refeitórios, mas a interpretação de Leonardo, deu um maior realismo e profundidade ao lugar. Leonardo da Vinci passou grande parte desses três anos dando atenção integral a esta pintura o que era fato raro para um pintor versátil como ele.

O trabalho sofreu agressões ao longo do tempo desde a abertura de uma porta pelos padres até ao bombardeio aéreo na Segunda Guerra Mundial que deixou o afresco ao sol e a chuva por dois anos. Eu comprei os ingressos com 3 meses de antecedência, não se encontra ingresso para comprar na hora, o tempo que temos dentro do refeitório é de 15 minutos, tudo monitorado por câmeras e infelizmente não é permitido tirar fotos lá dentro. Essas fotos são da entrada do convento e dentro da igreja. Cheguei de metrô, a estação é a Conciliazione. Esse convento fica bem perto do Castello Sforzesco.

Milão roteiro de 1 dia

Leia sobre outras cidades da Itália aqui blog:

VeronaVenezaVicenza, Roma, Tivoli, Florença, Pisa, Pompéia, Lucca, San Geminiano, Siena, Pistoia, Arezzo, Cinque Terre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s