Viena

Viena sempre foi uma cidade que eu quis conhecer desde que pensei conhecer a Europa um dia, devo dizer que não foi bem o que eu esperava. Na minha cabeça Viena era cidade pequena e bem Européia, muito pelo contrário, é uma cidade enorme para todos os gostos. Da primeira vez cheguei de trem vindo de Berlim, da segunda vez cheguei de carro vindo da Eslovênia.

Das duas vezes que estive em Viena, comecei meu roteiro pelo Palácio de Schönbrunn. Uma magnífica residência de verão da família imperial, em 1695 o Palácio tomou características barrocas. Por dentro é lindo, mas os jardins são uma atração a parte. Você pode chegar até lá de metrô, Viena tem uma excelente malha. A estação é Schönbrunn.

europa 2009 684

A fachada de cor amarela tem seu destaque no inverno e no verão.

Infelizmente não é permitido tirar fotos dentro do Palácio, mas não deixe de andar pelos jardins até esses monumentos belíssimos. O projeto desse jardim é do mesmo paisagista que idealizou Versaille, André Le Nôtre.

O Hofburg é enorme complexo, hoje um grande Palácio. Os estilos vão do gótico ao neo-renascentista. Entre jardins, estátuas e museus, os aposentos reais mantém até hoje a mesa do salão de banquetes exatamente no lugar que ocupava em 1916. Toda aquela prataria é um passeio para os olhos.

 

O Schweizertor é um portão do séc. XVI, que leva até a parte mais antiga do Hofburg, originalmente uma fortaleza.

DSC06224

O Neue Burg, um monumento ao general Eugênio de Savóia, que dá acesso à ala mais nova do do Palácio.

O Burgtor é um portão externo construído entre 1821 e 1824.

O Michaelertor é o grande portão pelo qual se tem acesso às partes mais antigas do Palácio.

Ainda escondida no complexo Hofburg está o Albertina. Museu com um milhão de impressos e 65 mil aquarelas e mais de 70 mil fotografias. Com obras de Dürer, Michelangelo e Picasso o Palácio foi reformado recentemente.

Rathaus é um antigo prédio e palácio em Viena, que serve como sede da prefeitura e do conselho municipal da cidade. Fica bem ao lado da Albertina e além disso também abriga o governo e a Assembleia (Landtag) do Estado de Viena, um estado com o sistema federal austríaco. A Rathaus foi concebida por Friedrich von Schmidt no estilo gótico, e construída entre 1872 e 1883. Infelizmente no dia que fui conhecer o edifício estava em reforma.

O Staasoper, o teatro de ópera de Viena foi inaugurado em 25 de maio de 1869, Com arquitetura neo-renascentista recebe as óperas mais importantes do mundo.

DSC06192

A Stephansdom é a Catedral de Viena, com seu telhado de azulejos azuis, no altar tem as vísceras de alguns dos Habsburgos. Construída por cima de uma igreja românica do sec. XIII que da construção original só restam o portão e as torres. Com estilo gótico acrescentado nos séculos XIV e XV e um pouco barroca também.

Durante a epidemia que assolou Viena em 1713, Carlos VI jurou que construíra uma igreja dedicada a São Carlos Borromeo (1538 – 1584). A Karlskirche com estilo barroco e inspirada na arquitetura greco-romana, seu interior foi decorado com esculturas de artistas da época.

A Karlsplatz é uma das maiores praças de Viena. Fica perto da Karlskirche e várias instituições culturais. A principal atração do parque são os pavilhões que deram entrada à Stadtbahn, a antiga versão da rede de metrô de Viena.

europa 2009 777

Viena é uma cidade rica em cultura, o Quarterão dos museus é magnífico, composto de 4 grandes museus, o Leopold Museum, o Museu de Arte Moderna, o ZOOM Kindermuseum e o Architekturzentrum.  Além disso tem o Museu de História Natural, que só seu projeto já vale a visita, mas ele guarda a Vênus de Willendorf, importante escultura da idade do Ferro.

E claro que não podia faltar o Museu de História da Arte, cujo acervo é formado pela coleção reunida pelos Habsburgos, em sua maior parte, claro. Com obras do Egito Antigo até Brueghel e Raphael Sanzio.

Fora do centro de Viena, como  Schönbrunn, o Belvedere foi construído para ser a residência de verão do príncipe Eugênio de Savóia. Situado numa suave colina, o Palácio é constituído de dois edifícios ligados por um jardim em estilo francês. Hoje o Palácio é um museu de obras de artes. Sendo Viena a cidade de Gustav Klint, é lá que se encontra o famoso quadro “O Beijo” e que também até recentemente abrigava o quadro “A Dama Dourada” tema de famoso filme de mesmo nome e que hoje está em uma galeria em Nova Iorque.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s