Edimburgo

Edimburgo é uma cidade incrível, parece que o tempo não passou e que estamos no túnel do tempo. Uma cidade de pedras escuras com um charme único, gostaria de ter ficado mais tempo para explorar os arredores, mas foi o que deu e faria de novo se tivesse a oportunidade.

A cidade conta com 495 360 habitantes, sendo a segunda cidade mais populosa da Escócia, depois de Glasgow, e a sétima mais populosa cidade do Reino Unido. Edimburgo é também a segunda cidade mais visitada de toda Grã-Bretanha, atrás apenas de Londres.

Suas principais atrações ficam na Royal Mile. De um lado fica o Castelo de Edimburgo e do outro fica o Palácio de Holyroodhouse, residência oficial da rainha da Inglaterra quando visita Edimburgo.

20150322_055956

A Royal Mile em si já é incrível, com seus edifícios únicos de pedra, um passeio por ela vale muito a pena.

Optei em começar pelo Palácio de Holyhoodhouse. Antes, passeie pelos arredores, tem muita coisa para ver como o Queen Mary´s Bath House.

Além de pequenas construções únicas.

Bem ao lado do Palácio de Holyroodhouse se vê um lindo parque e uma enorme montanha. O parque aos pés da montanha se chama Holyrood Park e é um lugar muito bonito e tranquilo para se passear. Já a montanha é um extinto vulcão conhecido como Arthur’s Seat. Algumas trilhas que levam ao seu topo e oferecem as vistas mais arrasadoras da região.

Em frente ao Palácio fica o modernoso edifício do Parlamento Escocês, a sede do Parlamento Escocês. A construção do edifício começou em junho de 1999 e os deputados do parlamento escocês realizaram sua primeira reunião no novo prédio em 7 de setembro de 2004.

E agora, finalmente vamos entrar no Palácio de Holyroodhouse. Para aqueles que tem curiosidade de saber como é uma das residências da Rainha, a visita é imperdível. É possível conhecer alguns dos ambientes do palácio, que só é oferecida quando a família real não está usando o palácio. É possível conhecer a Galeria de Artes da Rainha, cuja visita está inclusa no bilhete. Infelizmente fotos não são permitidas dentro do palácio, somente no exterior do edifício.

Do lado de fora do Palácio fica a Abadia de Holyrood, construída por David I da Escócia (1080-1153) em 1128 e da qual hoje está em ruínas. No século XIV, houve duas invasões inglesas: a abadia foi pilhada pelo exército de Eduardo II da Inglaterra em 1322 e incendiada em 1305 por homens de Ricardo II da Inglaterra mas logo restaurada. Como outras igrejas, a abadia foi seriamente afetada durante a Reforma e apesar de restaurada e de ter recebido teto novo em 1758, este colapsou em 1768 e a igreja foi abandonada.

Há numerosos monumentos no recinto, que incluem a sepultura de Sir John Sinclair of Ulster (1754 – 1835) e memorials ao conde ou Earl of Strathmore, os Chefes do clã MacDonald of Clanranald, os condes ou Earls of Caithness, os condes ou Earls of Selkirk, a condessa de Cassillis e os Lords Sempill.

Também na Royal Mile fica a Catedral de Santo Egídio (ou St. Giles’ Cathedral) ou Alto Kirk de Edimburgo é uma catedral da Igreja da Escócia dedicada a Santo Egídio, santo padroeiro da cidade. A Catedral de Santo Egídio tem sido local de culto cristão por mais de 900 anos, sendo considerada a Igreja Matriz do Presbiterianismo.

Para quem gosta de Wisky, o Scotch Whisky Experience é uma atração para visitantes de uísque localizada em Castlehill, no centro histórico de Edimburgo , imediatamente adjacente à esplanada do Castelo de Edimburgo. O centro oferece passeios e sessões de tutoria de uísque, além de uma loja, espaços corporativos e o Amber Restaurant & Whiskey Bar.

Pouca coisa na cidade chama mais atenção do olhar do que a visão do belo Castelo de Edimburgo. No alto de uma montanha rochosa. É realmente uma paisagem incrível.

O castelo fica a 120 metros de altura do nível do mar e guarda mais de 1400 anos de história. Foi lá que Edimburgo nasceu. Visitar o castelo é atravessar toda a história do país e da cidade. Por dentro, ele é bem ambientado, praticamente como se fosse ocupado até os dias de hoje, realmente é a principal atração da cidade.

Fora da Royal Mile fica o The Elephant House, onde Harry Potter nasceu, o endereço é 21 George IV Bridge. Nasceu? Embora o personagem seja da Inglattera, foi na Escócia onde tudo começou. Na década de 90 a escritora J.K.Rowling sempre visitava a cafeteria, sentando-se em uma cadeira no fundo e rascunhava suas ideias enquanto tomava um café. Foi então que certo dia, ela criou o que seria um dos personagens mais famosos e rentáveis de toda a história. Neste dia, Harry Potter nasceu e imortalizou o The Elephant House. O melhor é entrar nos banheiros e ler as frases que os fãs do bruxo deixaram.

Outra importante rua de Edimburgo é a Princes Street.

DSC01441

Nessa rua fia o Scott Monument. Uma homenagem da cidade ao popular escritor escocês Sir Walter Scott. Com uma localização imbatível, é impossível não passar por ela na cidade. Sua torre de 61 metros de altura oferece uma vista incrível do centro e do castelo. Subir os 287 degraus é para os fortes, fiquei cansado e as escadas vão ficando estreitas e quando alguém está descendo fica complicado. Mas a vista lá de cima é incrível.

O Carlton Hill é outra montanha que fica no centro da cidade, na parte da New Town. O lugar também oferece lindas vistas da cidade e arredores, sendo que pode-se ver a montanha Arthur’s Seat numa visão arrasadora. Aqui estão alguns monumentos famosos da cidade como Dugald Stewart MonumentNelson Monument e National Monument.

Uma outra atração imperdível em Edimburgo é a National Gallery, com um acervo incrível, inclusive com um Leonardo da Vinci, e o melhor, totalmente gratuita.

E claro, estamos na Escócia, impossível não ver homens de Kilt andando pelas ruas e tocando gaitas de fole.

Aproveite as dicas e Viaje com Leandro!

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.