Puno

Puno localiza-se às margens do lago Titicaca. Uma cidade mágica de muitos contrastes, costumes, numerosas tradições e festas multicolores. Além disso, é uma das cidades mais altas no Peru e a quinta no mundo. 

Situada ao sul do país, limita-se ao norte com Madre de Dios, a leste com a Bolívia e o lago Titicaca, a sul com Tacna, a sudoeste com Moquegua e a oeste com Arequipa e Cusco. É a quarta região mais extensa depois de Loreto e Ucayali.

Cheguei na cidade vindo de Cusco, peguei uma excursão chamada Rota do Sol.

Na cidade em si não tem muita coisa para se ver, somente mesmo a praça das armas.

O grande barato da cidade é o Lago Titicaca. Sem dúvida a maior atração natural, o lago Titicaca ocupa uma grande parte de Puno e da Bolívia. É o lago mais alto do mundo com 3812 msnm, o qual abriga várias ilhas flutuantes habitadas por comunidades que até hoje preservam seus costumes.

O que mais me impressionou foi a Ilha de Uros. Caminhar sobre uma ilha flutuante feita de totora, planta nativa, é viver uma grande experiência uma vez que toda a ilha, incluindo as casas dos moradores são feitas de totora. Ao se visitar estas ilhas por conta própria, alugando uma lancha a partir do porto ou contratar um tour com uma agência, são mais de cem ilhas, inclusive uma das ilhas é a capital onde você pode carimbar se passaporte.

A visita foi incrível, conhecer suas tradições e andar por essas ilhas foi realmente algo que nunca pensei que existisse. Cada ilha tem um prefeito ou prefeita que cuida do desenvolvimento de sua ilha e cuida de seus habitantes.

Depois fomos conhecer a Ilha de Taquile. Taquile é uma ilha do Lago Titicaca, a 45 km da cidade de Puno. Cerca de 2.200 pessoas vivem na ilha.

Os taquileños são conhecidos por seus tecidos e roupas finos feitos à mão, considerados como um dos artesanatos da mais alta qualidade no Peru. O tricô é realizado exclusivamente por homens, começando no início da infância. As mulheres fiam lã e usam vegetais e minerais para tingir a lã a ser usada pela comunidade. As mulheres também são as tecelãs dos Chumpis, os cintos largos com desenhos de tecidos usados ​​por todos na comunidade de Taquile.

Veja também os posts de Cusco, Arredores de Cusco, Vale Sagrado e Machu Picchu e Rota do Sol.

Gostou das dicas de viagem? Aproveite e Viaje com Leandro!

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.