Vale sagrado

Vale Sagrado dos Incas, nos Andes peruanos, está composto por numerosos rios que descem por pequenos vales; possui numerosos monumentos arqueológicos e povoados indígenas. O principal rio é o Urubamba.

Este vale foi muito apreciado pelos Incas devido a suas especiais qualidades geográficas e climáticas. Foi um dos principais pontos de produção pela riqueza de suas terras e o lugar onde se produz o melhor grão de milho no Peru.

Maras é uma cidade no Vale Sagrado dos Incas, 40 quilômetros ao norte de Cusco

A cidade é conhecida por suas lagoas de evaporação de sal, localizadas em direção a Urubamba a partir do centro da cidade, que estão em uso desde os tempos incas. As lagoas de evaporação de sal ficam a quatro quilômetros ao norte da cidade, descendo um desfiladeiro que desce até o Rio Vilcanota e o Vale Sagrado dos Incas. Existem mais de 5.000 lagoas de sal, algumas pertencentes a famílias e outras não utilizadas.

Moray  é um sítio arqueológico, aproximadamente 50 quilômetros (31 milhas) a noroeste de Cusco, em um planalto alto a cerca de 3.500 metros (11.500 pés) e a oeste da vila de Maras. O local contém ruínas incas incomuns, consistindo principalmente de várias depressões circulares em socalcos, a maior das quais com aproximadamente 30 m de profundidade. Como em muitos outros sites incas, também possui um sistema de irrigação.

O objetivo dessas depressões é incerto, mas sua profundidade, design e orientação em relação ao vento e ao sol criam uma diferença de temperatura de até 15 ° C (27 ° F) entre a parte superior e a inferior.

Písac está localizado a 33 quilômetros da cidade de Cusco. O seu local arqueológico é um dos mais importantes do Vale Sagrado dos Incas.

Este povoado tem uma parte inca e outra colonial. Písac, e sua praça principal, é um lugar cheio de colorido e com diversos artigos artesanais à venda. Este povoado é conhecido pelo seu observatório astronômico.

A arquitetura de Písac também é mestiça, construída sobre restos indígenas. Aqui pode-se assistir a uma missa em quíchua no meio de indígenas e varayocs ou prefeitos regionais. Igualmente, pode-se comprovar como os agricultores incas resolveram o problema de semear nas ladeiras dos morros. A subida é bem puxada, o ar acaba fácil, mesmo com chá de coca e munha.

Ollantaytambo é uma obra monumental da arquitetura inca. É a única cidade da era inca no Peru ainda habitada. Em seus palácios vivem os descendentes das casas nobres cusquenhas. Os pátios mantêm sua arquitetura original. Atualmente é um povoado, capital do Distrito de Ollantaytambo (Província de Urubamba), situado na parte sul a cerca de 90 km a noroeste da cidade de Cusco. É um dos pontos de partida do caminho a Machu Picchu.

Ollantaytambo está localizado no distrito de mesmo nome, província de Urubamba, aproximadamente a 60 quilômetros a noroeste da cidade de Cusco e tem uma altitude de 2.792 metros acima do nível do mar. É um sítio arqueológico incrível.

O tipo arquitetônico empregado, assim como a qualidade de cada pedra, trabalhada individualmente, fazem de Ollantaytambo uma das obras de arte mais peculiares e surpreendentes que realizaram os antigos peruanos, especialmente o Templo do Sol e seus gigantescos monólitos. Algumas das rochas utilizadas na construção são somente encontradas a alguns quilômetros da cidade, o que revela o domínio de técnicas avançadas de transporte de rochas. As pedras eram trabalhadas antes de serem transportadas e nesse trabalho eles deixavam sulcos para facilitar o transporte, mediante amarração de cordas.

As Qolqas eram casa onde eram armazenados os grãos para serem utilizados mais tarde na alimentação da cidade, essas casas preservavam os grãos.

Perca um tempinho dando uma volta no centrinho de Ollantaytambo , a cidade é bem conservada e você pode comer em restaurantes ou lanchonetes pitorescos.

É de Ollantaytambo que sai o trem para Machu Picchu, seria importante comprar o bilhete com antecedência. Os serviços turísticos no Peru são muito bons, se você encontrar uma boa agência de turismo, vai dar tudo certo.

Veja o post de Cusco, Arredores de Cusco e Machu Picchu.

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.