Bordeaux

Situada em uma curva do rio Garonne, a cidade de Bordeaux é um porto importante por séculos, foi polo e ponto de passagem do comércio europeu. É a quinta maior cidade da França e tem uma extensão marítima e industrial rodeando um nobre centro do século XVIII. Fiquei impressionado e apaixonado pela cidade, ela tem um ar de cidade grande, mas ao mesmo tempo um aspecto de cidade pequena. Voltaria muitas vezes lá.

Eu peguei um trem de Toulouse. Minha viagem começou na Gare de Bordeaux St. Jean. Tanto Bordeaux como outras cidades francesas são bem servidas com VLT, que te levam para qualquer lugar que você queira ir.

DSC03795

Depois que eu consegui me achar, ou seja, encontrar o meu hotel que ficava do outro lado da cidade, voltei para conhecer a Esplanade des Quinconces. Belíssima praça, que foi construida no lugar do Château de Trompette, um espaço amplo decorado com estátuas e fontes criadas entre 1827 e 1858.

DSC03803

Bem no centro dessas estátuas está o monumento aux Girondins que faz uma homenagem aos girondinos condenados à guilhotina por Robespierre durante a revolução francesa. (1793-1795).

DSC03800

Bordeaux é uma delícia para caminhar por suas ruas, principalmente margeando o rio Garonne com suas águas escuras.

DSC03834

Logo me deparei com a Place de la Bourse, uma elegante praça rodeada por imponentes prédios do século XVIII, como o Palais de la Bourse e o Hôtel des Douanes.

DSC03839

O Grand Théâtre de Bordeaux construído em 1773, uma obra de arte do estilo clássico, com estátuas de musas.

DSC03848

Do lado oposto temos o Grand Hôtel de Bordeaux com sua fachada de estilo neoclássico, está em harmonia com a do Grand Théâtre, os dois foram concebidos pelo arquiteto Victor Louis em 1776.

DSC03850

Bordeaux também faz parte do caminho francês dos peregrinos para chegar até Santiago de Compostela.

DSC03858

O peregrinos tinham que passar por debaixo dessa torre, torre Cailhau. Era a porta principal da muralha que circundava a cidade. Com 35 metros de altura, tem  o estilo gótico-renascentista. Ela substituiu em 1495 outra porta ali existente. A atual tem entalhes na fachada (um anjo com flor de lis) e algumas esculturas como a de Charles VIII, do Cardeal de Eparnay e de São João Evangelista. Pela sua beleza e importância histórica foi classificada como Monumento Histórico da França. A porta tanto era um arco do triunfo como servia para a defesa do burgo.

DSC03867

Bem perto da torre Caillau está o Grosse Cloche, pra mim o monumento mais bonito da cidade. Um “Beffroi”, que lembra os castelos de fada, com aquelas torre que aprisionam princesas. Situa-se na Cours St James e está apertado no meio das casas.

DSC03905

DSC03901

A Igreja de Notre Dame fica bem no centro . Situa-se perto da Rue de St Catherine e do Grand Theatre, no número  1, da Place du Chapelet – na  Rue Mably) . Construída em estilo barroco/Jesuíta foi inaugurada em 1707. É ampla, com belos vitrais e seu imponente altar levou mais de dez anos para ficar pronto. Hoje é mais  que igreja, é um espaço cultural de relevância para a cidade. Alberga uma biblioteca com ricos manuscritos de Montesquieu e Montaigne. Possui um órgão de tubo da mesma data acima. A fachada em mármore amarelado é ricamente trabalhada.

DSC03890

O órgão de tubo.

DSC03897

 

A catedral de Saint André foi consagrada pelo Papa Urbano II em 1096. É um edifício românico original, mas apenas uma parede da nave permanece. O Royal Gate foi construído no início do século XIII, enquanto o resto da construção é principalmente a partir dos séculos XIV e XV. O edifício é um monumento nacional da França.

Nesta igreja em 1137 aos 13 anos de idade Eleanor de Aquitânia se casou com o futuro Luís VII, poucos meses antes de ela se tornou rainha.

DSC03872

O interior da igreja.

DSC03876

Uma torre de sino separada, o Tour Pey-Berland, fica ao lado da catedral.

DSC03869

O JARDIM PÚBLICO situado no coração da cidade, mas em pleno campo. Um local onde a pedra de cor areia se mistura com a harmonia da sua arquitetura do século XVIII com um riacho rodeado de árvores centenárias.

Um local onde caminhantes, corredores, crianças e avós coabitam com cisnes e patos em perfeita harmonia. O Jardim Público acompanhou a vida das pessoas da cidade desde a sua criação em 1746. Autêntico pulmão verde no centro da cidade. Rodeado por casas senhoriais, onde encontramos o Museu de História Natural, um antigo Jardim Botânico, e um agradável bar e restaurante, o Orangerie. O Jardim Público está classificado como “Jardin Remarquable de France”.

DSC03917

DSC03944

DSC03952

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s