Lyon

Uma cidade grande, a segunda maior cidade da França, briga com Marseille pela posição, as vezes perde. Situada às margens do rio Rôdano e Saône, menos agitada que Paris. A cidade é repleta de restaurantes com algumas das mais opulentas mesas da França.

Cheguei na cidade de TGV (Train en Grand Vitesse) vindo de Strasbourg.

Comecei minha visita pela Vieux Lyon, onde fui recomendado a não me hospedar, por isso fiquei no Quai Perrache. Peguei o metrô na Gare Lyon Perrache que ficava 15 minutos de caminhada do hotel que estava hospedado.

DSC02513

É um perto longe, como gosto de sair cedo para explorar, muitas vezes andava de noite pelas ruas. Cheguei na estação de metrô Vieux Lyon, onde é possível fazer uma conexão para um teleférico que te leva até os pés da  Basilique Notre-Dame de Fourvère.

DSC02515

 

Essa belíssima, rebuscada e falsa criação bizantina, pode ser vista de que qualquer parte de Lyon, a cada lugar dá vontade tirar fotos… foi construída no final do século XIX e se tornou um dos símbolos de Lyon.

Bem ao lado da Basílica podemos ver A Tour Metallique que foi erguida em 1893 e agora serve para transmissões de televisão.

DSC02548

Para o outro lado você pode visitar o Théatre Romain, são dois na verdade, o mais antigo construído em XV a.C. podendo acomodar 30 mil pessoas e é ainda utilizado para apresentações modernas, e o menor, o Odéon, com piso de motivos geométricos.

Bem ao lado e com entrada gratuita, está o Musée de la Civilization Gallo-Romaine, um museu subterrâneo que tem um rico acervo de estátuas, mosaicos, moedas e inscrições do passado romano de Lyon. Muito bom, recomendo…

Para sair da Vieux Lyon eu decidi pegar o Chemin du Rosaire, que é um belo caminho com uma vista espetacular da cidade baixa.

Quando cheguei no fim do caminho, me deparei com a Cathédral de St. Jean, ainda na Vieux Lyon, que é um edifício que mistura estilos gótico e românico. Sua construção abrange três séculos, 1175-1481.
Uma característica especial do edifício é ter um relógio astronômico construído no final do século XVI, que mostra a data, as posições da lua, sol, a Terra e as estrelas acima Lyon.
A Catedral de St. Jean também tem notáveis vitrais que datam do início do século XII. O centro de rosácea da fachada é particularmente admirável.
A fachada tem três portais decorados com estátuas destruídas durante as guerras religiosas. Uma série de medalhões traça episódios e imagens a partir do Antigo e do Novo Testamento, a vida dos santos e, em particular, representa cenas da vida monástica.
Esta catedral foi, ao longo dos séculos, lugar de muitos eventos históricos e políticos importantes: o Papa João XXII foi coroado em 1316; em 13 de dezembro de 1600, foi realizado o casamento de Henry IV e Maria de Médici; e Richelieu recebeu seu chapéu de cardial em 1622.

Bem ao lado dessa Catedral, existe um sítio das origens do cristianismo, são restos de construções que datam do século IV.

Impossível falar de Lyon e não comentar suas pontes. A ponte Lafayette é a terceira ponte  mais antiga sobre o rio Rôdano. Com 214 m de comprimento e 13 m de largura, é feita de uma armação de madeira que descansa em pilares e baterias de alvenaria .

DSC02646

E a ponte de la Guillotière, que foi uma das grandes questões urbanas século XIII de Lyon. Iniciada no final do século XII, e financiada por doações, legados e ofertas feitas para a capela construída no final da ponte, na margem esquerda. Concluída em 1183, a primeira ponte de madeira ruiu sob a passagem dos cruzados em 1190. Reconstruída em parte com pedra e madeira, sofre ao longo do século uma série de prejuízos e sua construção é realmente concluída que no início do século XIV.

DSC02671

O Hotel de Ville ou a Prefeitura de Lyon, um dos mais impressionantes edifícios históricos da cidade, está localizado entre a Place Bellecour e a Place de la Comédie, onde está a ópera. Foi classificada como monumento histórico em 12 de julho de 1886.

DSC02710

Bem perto do Hotel de Ville está La Fontaine Bartholdi, uma fonte esculpida por Frédéric-Auguste Bartholdi e realizado em 1889 por Gaget & Gautier. Foi erguida na Place des Terreaux, no 1 º arrondissement de Lyon, em setembro 1892.
A fonte descreve a França como uma mulher sentada em uma carruagem que controla os quatro grandes rios da França, representado por cavalos mergulhando, altamente individualizados, mas simetricamente dispostos, com freios e rédeas de plantas aquáticas. Pesa 21 toneladas e é feita de chumbo sustentada por uma estrutura de ferro. Foi apresentada na Exposição Universal de 1889. Foi classificada como monumento histórico desde 29 de Setembro 1995.

Dentre muitas igrejas de Lyon, a Basilique Saint Martin d´Ainay, a única igreja românica da cidade que data do final do século XI, construída no lugar de uma igreja carolíngia do século IX.

Lyon é uma cidade bem grande com muitos museus e ruas para serem exploradas, acho que pelo menos 3 dias são necessários para ter uma boa visão da cidade.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s