Marseille

Fundada pelos Gregos, chamada de Massilia e cercada pelos romanos em 49 a.C. Com o maior porto e a segunda cidade da França, possui ligações com o Oriente Médio e a África. Famosa pelo tráfico de drogas e seus museus. Cheguei na cidade vindo de Lyon de TGV até a Gare Saint Charles. Pensei em ficar nessa cidade como ponto de partida para outras, mas na verdade fiquei arrependido, poderia ter ficado em outras cidades mais interessantes, mas, já que lá estava, fui conhecer. Foi a única cidade francesa que quando eu perguntei se havia algum lugar perigoso para evitar (eu sempre pergunto) a resposta foi afirmativa.

O Vieux Port foi o lugar mais interessante de toda a cidade, aqueles mastros de todos aqueles barcos juntos e amontoados, formam uma visão bem legal. Situado no final do Canibière, tem sido o porto de Marselha desde a antiguidade e é agora o principal e popular local em Marselha, principalmente para pedestres desde 2013.

Outro lugar interessante é a Vieille Charité que foi um abrigo para pobres e mendigos construído por decreto real. Agora abriga o Musée d´Archéologie Egyptienne.

A Cathédrale de la Major em estilo neobizantino, fica em uma praça, um pouco afastada do centro da cidade, entre o Porto Antigo e do novo porto comercial, perto do distrito de Joliette do Fort St. Jean e do Museu nacional da Civilização da Europa, seu design interior é de mármore e pórfiro, dá-lhe um aspecto especial para um edifício religioso.

Alí perto passei pela Église de St. Laurent, que é uma igreja românica provençal localizado no 2º arrondissement de Marseille perto de Fort Saint-Jean, em uma colina sobre a qual deu o seu nome. É a paroquia dos pescadores de Marseille. Achei curioso o órgão de tubo da igreja, tem uns rostos pintados como se fossem cantores.

O Musée des Beaux-Arts de Marseille fica no Palais LongChamp, guarda os planos da cidade de Pierre Puget e murais ilustrando as eras grega e romanas.

O Parc du XXVI Centenaire é um parque público localizado no 10º arrondissement da cidade. Foi construído no antigo local da Gare Prado perto da Place Castellane no centro da cidade. A obra começou no Outono de 1999 e o parque foi inaugurado pelo prefeito Jean-Claude Gaudin em 23 de junho de 2001. O seu nome refere-se à fundação de Marseille, 26 séculos atrás pelos gregos sob o nome de Massilia (já postado anteriormente). Em 2005, ganhou o título de Jardim notável.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s