Zurique

Localiza-se no nordeste do país, no centro da zona alemã, sendo mais populosa do que qualquer outra cidade Suíça.

Zurique é o centro financeiro do país e uma das bolsas de valores mais importantes da Europa. Um dos Fatores que ajudam a atrair investimentos na região de Zurique são os baixos impostos e a possibilidade de grande empresas fazerem acordos com as autoridades para conseguirem “impostos personalizados”.

Zurique é também o mais importante centro de transportes da Suíça. Tem o maior aeroporto do país e da região dos Alpes. Em 2011, foi considerada pela pesquisa anual Mercer Human Resource a cidade com a melhor qualidade de vida do mundo. Mas também uma das mais caras, verdade.

Digamos que não existem muitas coisas, no meu ponto de vista, para fazer em Zurique. Fiquei 3 dias na cidade, mas 2 dias são suficientes.

A Ópera de Zurique foi primeiro teatro permanente, o Aktientheater, construído em 1834 e tornou-se o teatro principal das atividades de Richard Wagner durante o período de exílio na Alemanha. O aktientheater foi demolido em 1890 e a companhia mudou-se para o reconstruído teatro, chamado de Stadttheater Zurich. Permanecendo como o principal teatro da cidade para drama, ópera e eventos musicais.

O lago Zurique com uma área de aproximadamente 90 km², sua extensão máxima é de 40 km, sua profundidade é de 143 metros e sua altitude é de 406 metros. Em sua maior parte, se localiza no Cantão de Zurique. É considerado um dos mais importantes lagos da Suíça e da Europa e, talvez, do mundo e também o mais limpo do país.

Grossmünster é uma igreja protestante de estilo românico, fica bem perto do lago. É uma das quatro maiores igrejas da cidade. Sua congregação faz parte da Igreja Reformada Evangélica do Cantão de Zurique . O núcleo do atual edifício perto das margens do Limmat foi construído no local de uma igreja carolíngia, que, segundo a lenda, foi originalmente encomendada por Carlos Magno. A lenda ajuda a sustentar uma reivindicação de antiguidade sobre a Fraumünster, fundada por Louis, o alemão, neto de Carlos Magno. Evidências arqueológicas recentes confirmam a presença de um cemitério romano no local.  A construção da estrutura atual começou ao redor de 1100 e foi inaugurada ao redor de 1220.

As torres gêmeas da Grossmünster são consideradas como o marco mais reconhecido de Zurique. Arquitetonicamente, a igreja é considerada de estilo românico e, portanto, faz parte da primeira tendência arquitetônica pan-européia desde a arquitetura romana imperial. De acordo com o estilo arquitetônico românico, Grossmünster oferece um grande portal esculpido com colunas medievais que adornam as capitais. Uma cripta românica remonta aos séculos XI e XIII.

Igreja Fraumünster foi construída sobre os restos de uma antiga abadia de mulheres aristocráticas que foi fundada em 853 por Louis, o alemão para sua filha Hildegard. Ele doou o convento beneditino com as terras de Zurique, sendo uma das principais Igrejas.

Infelizmente não era permitido tirar fotos dentro da igreja, mas seria importante saber que o coro da abadia inclui 5 grandes vitrais desenhados pelo artista Marc Chagall e instalados em 1970. Cada um dos 5 tem uma cor dominante e retrata uma história bíblica. Da esquerda para a direita, as 5 obras são:

  • Profetas , descrevendo a ascensão de Elias ao céu
  • Jacob , exibindo seu combate e sonhos do céu
  • Cristo , ilustrando várias cenas da vida de Cristo
  • Sião , mostrando um anjo alardeando o fim do mundo
  • Lei , com Moisés olhando para o sofrimento de seu povo

Igualmente impressionante é o vitral de 9m de altura do transepto norte, criado por Augusto Giacometti em 1940.

A Igreja de St. Peter está Localizada ao lado da colina de Lindenhof , local do antigo castelo romano. Uma igreja primitiva de 10 por 7 metros é arqueologicamente atestada para o 8º ou 9º século estava no espaço hoje ocupado pela St. Peter. Este edifício foi substituído por uma antiga igreja românica por volta de 1000 dC, por sua vez substituída em 1230 por uma estrutura românica tardia, cujas partes sobrevivem. A nave foi reconstruída em 1460 em estilo gótico. 

Uma opção de entrada e saída de Zurique é Bahnhof, ou estação de trem.

A rua que desemboca nessa estação é a mais importante para compras, grandes marcas tem suas lojas nessa rua a Bahnhof Strasse.

A Limmatquai é uma rua ao lado do Rio Limmat na parte histórica da cidade. Carros por ali não tem acesso, dando espaço para cafés, lojas coloridas e restaurantes com especialidades suíças. A Limmatquai é sem dúvida uma caminhada gostosa (cerca de 1km) à beira do Rio. Apreveite para tirar fotos das casas com arquitetura típica.

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.